1 em cada 4 paulistanos adultos já foi infectado pelo coronavírus

0

Um estudo conduzido por cientistas e médicos da Universidade de São Paulo (USP), por pesquisadores do Grupo Fleury e da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo concluiu que  a prevalência de anticorpos para o Sars-Cov-2, nome do vírus que causa a Covid-19 é de 26,2% da população adulta paulistana já foi infectada pelo coronavírus – o que equivale a 2,2 milhões de pessoas.

O estudo, realizado por meio de uma parceira entre os pesquisadores, o Grupo Fleury e o Ibope Inteligência, analisa a parcela da população que foi exposta ao vírus e produziu anticorpos.

Maior contaminação em negros e em locais mais pobres

A soroprevalência – como os cientistas chamam a taxa de pessoas que já têm anticorpos contra o vírus – é ainda maior nos distritos mais pobres. Nas regiões periféricas da capital, 30,4% dos adultos já foram infectados, contra 21,6% nos distritos mais ricos.

Apesar de estarmos numa fase de queda no número de mortes, o vírus não se espalhou igualmente pela cidade“, explicou o biólogo Fernando Reinach na coletiva de imprensa que divulgou os dados do estudo, que tem o apoio do Grupo Fleury, IBOPE Inteligência, Instituto Semeia e Todos pela Saúde.

A cor de pele, o nível de escolaridade e a quantidade de moradores numa mesma residência também são quesitos importantes na medição da prevalência da Covid-19. Indivíduos que estudaram apenas até o ensino fundamental se infectam 2,2 vezes mais que aqueles com ensino superior completo – 16% versus 35,8%, respectivamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui