Atenção: Sementes misteriosas da China chegam a cinco estados do Brasil

0

O Ministério da Agricultura informou nesta terça-feira (29) que já recebeu 36 denúncias sobre o recebimento de pacotes de sementes não solicitadas. Ainda de acordo com o governo, já são 8 estados que registraram o problema.

Duas semanas após o Companhia de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) emitir um alerta sobre o envio por Correio de pacotes com sementes misteriosas supostamente vindas da China, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) também denunciou situação semelhante no estado do Nordeste.

Essas sementes misteriosas normalmente vêm junto com produtos comprados pela internet, em sites ou aplicativos internacionais. Segundo o ministério, a origem das embalagens é de países asiáticos, como China, Malásia e Kong Kong.

As embalagens contêm selos da China, que negou o envio. A preocupação é que essas sementes contaminem as lavouras com pragas. Além de Santa Catarina e Bahia, foram registradas denúncias no Rio Grande do Sul, Goiás e Mato Grosso do Sul, que estão sendo acompanhadas pelo Ministério da Agricultura.

A Adab pediu que a população esteja alerta e não utilize as sementes, caso elas cheguem pelos Correios sem solicitação. Em caso de recebimento, é aconselhável que as pessoas não abram a embalagem e nem joguem no lixo. O material deve ser encaminhado imediatamente à Adab ou à superintendência do Ministério da Agricultura no estado, onde passarão por perícia. Para entrar em contato com a Adab, a população deve ligar para (71) 3194-2000.

Todos os pacotes suspeitos vão ser analisados pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária de Goiânia, que é referência no país.

Pensou que fosse brinde

A doceira baiana Natália Nascimento foi uma das presenteadas com o pacote. Ela chegou a plantar a semente, porém um fiscal da Defesa Agropecuária recolheu a planta.

“Eu imaginei que seria um brinde, por isso que nós plantamos, mas com o cuidado de plantar separado e observar o que era”, conta.
A Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) emitiu um alerta para a população. Como ainda não é possível saber a verdadeira procedência das sementes, a recomendação é de nem abrir as embalagens.

“Essa sementes podem vir infectadas com alguma bactéria, algum fungo que pode trazer alguma praga para nossa agricultura, bem como se ela for plantada e florescer, pode ser que suas folhas sejam tóxicas para humanos e animais”, explica Maurício Bacelar, diretor da Adab.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui