Jeremy Lockwood é um clínico geral aposentado que decidiu se aventurar na paleontologia. O britânico, que faz PhD na Universidade de Portsmouth (Inglaterra), passou cerca de quatro anos desempacotando e catalogando ossos guardados nas coleções do Museu de História Natural de Londres e do Museu da Ilha dos Dinossauros, localizado na Ilha de Wight. Mas foi durante as restrições impostas pela pandemia que ele fez sua maior descoberta: uma espécie inédita de dinossauro. 

Por mais de um século, os cientistas acreditaram que havia apenas dois tipos de dinossauros iguanodontes na Ilha de Wight, o Iguanodon bernissartensis e o Mantellisaurus atherfieldensis, já que apenas estes haviam sido registrados na região. Iguanodonte é um gênero de dinossauro herbívoro e bípede que habitou a Terra há cerca de 126 milhões de anos.

Um artigo sobre a descoberta foi publicado na revista Journal of Systematic Palaeontology.

“Para mim, o número de dentes foi um sinal”, disse o dr. Jeremey Lockwood, que examinou o espécime. Os cientistas chamaram o antigo réptil de Brighstoneus simmondsi, que se acredita ser do período Cretáceo Inferior, cerca de 125 milhões de anos atrás.

Enquanto estudava pedaços de crânio de um deles, Lockwood percebeu que ele tinha um osso nasal arredondado. Lembrava um “nariz de batata” – uma frente mais achatada com os lados mais abertos.

O aposentado, que se propôs a medir e fotografar cada amostra estudada, percebeu ainda que o espécime não era apenas narigudo, mas também tinha um sorrisão: 28 dentes, enquanto o Mantellisaurus possuía 23 ou 24.

Lockwood está interessado em pesquisar se a diversidade dos dinossauros mudou ao longo do tempo ou se permaneceu a mesma ao longo de 1 milhão de anos.

Ossos de dinossauros também podem revelar como a Terra era há milhões de anos, disse McCurry.

“Descrever novas espécies de dinossauros é o primeiro passo para juntar os pedaços de como eram esses ecossistemas do passado e aprender como eles mudaram com o tempo”, disse ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui