Foto: Reprodução

(atualizado às 17h)

Ao menos cinco feridos na explosão desta quarta-feira (30), em um posto de combustíveis no km 171 da rodovia Washington Luíse, em Rio Claro, foram liberados na manhã de hoje depois de receberem atendimento médico. O número de feridos chegou a 21, quatro a mais do que havia sido confirmado ontem. O motorista de caminhão Jovino Rocha de Andrade, que já havia perdido uma perna no momento da explosão, não resistiu e faleceu.

Jovino chegou a fazer uma ligação para pedir ajuda depois do ocorrido. Ele foi uma das duas vítimas socorridas em estado grave. O caminhoneiro mantinha uma transportadora com quatro caminhões e morava em Conchal-SP. No momento do acidente, ele abastecia dois caminhões no posto para uma viagem até o Rio de Janeiro.

Segundo testemunhas, o caminhão que explodiu chegou ao local com chamas em uma das rodas. Jovino correu em direção do veículo para ajudar o motorista quando houve a explosão. De acordo com a Defesa Civil, com o impacto e o deslocamento de ar, casas da região sofreram danos, assim como o restaurante do posto de combustíveis. O muro de uma empresa ao lado desmoronou e uma passarela sobre a rodovia foi danificada. Uma lanchonete nas proximidades também ficou destruída. Cerca de 10 caminhões foram atingidos e também pegaram fogo. O estrondo foi ouvido em um raio de 15 km.

Em um dos vídeos publicados nas redes sociais é possível ver que as chamas atingem parte de um caminhão-tanque parado no estacionamento do posto. O fogo avança sobre o veículo, até que ele explode. Estabelecimentos comerciais do entorno do local tiveram as vidraças quebradas com o impacto da explosão.

Deixe uma resposta