Gel à base de nióbio que consegue desativar coronavírus até 24h

0

Pesquisadores da UFMG (Unidade Federal de Minas Gerais) desenvolveram um composto, à base do metal nióbio, que protege mãos e superfícies contra o novo coronavírus por até 24 horas. Ele não deve ser ingerido e não serve para eliminar o vírus dentro do corpo humano, apenas para evitar a propagação fora. A solução pode ser usada na forma de gel ou líquido spray para proteger superfícies e equipamentos em ambientes doméstico, médico e odontológico, de acordo com os cientistas.

Chamado comercialmente de INNIB-41, o composto pertence à família dos polioxoniobatos. “Sintetizamos uma forma nova de polioxoniobato, com capacidade de gerar espécies de oxigênio que desativam de forma eficiente uma elevada carga do coronavírus. Essas espécies de oxigênio são liberadas no meio ao se deparar com uma bactéria ou um vírus”, diz Luiz Carlos Oliveira, professor do Departamento de Química e líder da pesquisa. Desenvolvido com apoio de investidores privados, o produto deve começar a ser comercializado nos próximos meses. Oliveira afirma que ele não é nocivo à saúde ou ao ambiente e terá um preço acessível. “Vamos criar soluções contendo moléculas inovadoras de nióbio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui