Os Estados Unidos passarão a aceitar a entrada de viajantes internacionais que já estejam completamente vacinados (duas doses para as marcas de vacinas que exigem dupla vacinação). 

A decisão, tomada pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC), e comunicada a agência de notícias Reuters, engloba praticamente todas as vacinas que vêm sendo aplicadas, com exceção da Sputnik V. 

Desta forma, pessoas vacinadas com Moderna, Pfizer, Janssen, Oxford/AstraZeneca, CoronaVac, CoviShield ou Sinopharm deverão apresentar comprovante de vacinação, além do visto americano válido e um teste com resultado negativo para covid realizado no máximo 3 dias antes do voo para entrarem nos EUA.

“É importante frisar que o CDC ainda não divulgou nenhuma informação sobre a idade mínima necessária para apresentar comprovante de vacinação. Mais detalhes devem ser divulgados pela agência americana nos próximos dias” – ressaltou Felipe Alexandre, advogado brasileiro/americano de imigração.

“Em setembro, a Casa Branca já havia divulgado que pretende finalmente retirar em novembro as restrições de viagens impostas a 33 países, incluindo o Brasil. Além disso, a Embaixada e Consulados americanos no Brasil já voltaram a disponibilizar agendamentos online para quem precisa solicitar algum tipo de visto. A expectativa é que todas as operações consulares retornem completamente ao normal até o fim do ano” – frisou Felipe Alexandre, que também é proprietário da AG Immigration, escritório americano que atende centenas de brasileiros em seus processos de green card e vistos para os EUA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui