Lutador olímpico Navid Afkari é executado por enforcamento no Irã

0

O caso envolve sérias dúvidas com relação ao tratamento dado ao lutador durante sua prisão e à arbitrariedade da sentença. De acordo com informações recentes obtidas pela Anistia Internacional, Navid Afkari fez uma curta chamada telefônica para sua família no dia 6 de setembro e conseguiu dizer que estava sendo mantido em uma ala da prisão de Adelabad, na cidade de Shiraz, que tem segurança máxima e condições precárias, isso antes de a ligação ser cortada. Desde então, sua família não ouviu mais nada sobre ele.

As autoridades se recusaram a fornecer informação sobre ele ou sobre seus irmãos, Vahid e Habib, que também estariam presos no mesmo local.Navid foi acusado de ter formado um grupo de ação contra o regime do Irã, matado um segurança e participado ativamente de manifestações nas cidades de Kazerun e Shiraz. Ele e seus irmãos tentaram recorrer às sentenças, mas tiveram os pedidos negados. 

O pedido de Navid Afkari para uma revisão da pena foi rejeitada pela Suprema Corte rapidamente. Seus pais escreveram uma carta para o chefe do Judiciário, Ebrahim Raisi, denunciando que as confissões foram obtidas sob tortura e pedindo intervenção no caso.

Navid Afkari tinha 27 anos e, além da carreira na luta olímpica, que lhe rendeu títulos no Irã, trabalhava como rebocador. Ele e Vahid foram acusados de esfaquear Hassan Torkaman, um segurança que trabalhava em um prédio do governo, e formar um grupo contra a República do Irã. A única testemunha do caso, um comerciante que estava a quilômetros do local do crime, só teria dito que Navid se parece com o suspeito do assassinato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui