Morre aos 31 anos Ana Paula Scheffer, ginasta medalhista no Pan 2007

0

A ginasta Ana Paula Scheffer, que chegou a defender a seleção brasileira de ginástica rítmica e a ganhar uma medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007, foi encontrada morta pela mãe na manhã desta sexta-feira (16) na casa delas em Toledo, no interior do Paraná. Ana Paula tinha apenas 31 anos.

A ex-ginasta, que atualmente trabalhava como técnica, a suspeita é que é ela tenha tido um infarto fulminante, segundo a família.

Também de acordo com a família, Ana Paula Scheffer estava deitada na cama do quarto quando foi encontrada, por volta das 12h, pela mãe Sonia Scheffer.

No ano de 2012, quando buscava a profissionalização, a estudante veio a Cascavel cursar bacharelado em Educação Física.

Ao galgar mais conhecimento, a jovem atleta cativou o corpo docente do Centro FAG, fazendo muitos amigos que, mesmo após o findar da graduação, a acompanhava no andamento profissional.

Após deixar a vida de atleta, Ana Paula Scheffer voltou os olhos para a educação e, entre Cascavel e Toledo, começou a formar uma legião de ginastas que, sem dúvidas, darão muitos frutos à Região Oeste do Estado.

Ainda jovem, Ana Paula já havia seguido os passos da Professora Alice Martelli, atuando no Centro de Iniciação ao Esporte de Cascavel.

Além do bronze no aparelho arco no Pan do Rio, Ana Paula participou do Pan da modalidade em 2005, dos Jogos Sul-Americanos de 2006, em Buenos Aires, e de 2010, em Medellin, além do Mundial de Ginástica Rítmica de 2009, no Japão. Depois disso, perdeu espaço na seleção para outra atleta de Toledo, Angélica Kvieczynski.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui