Foto: Divulgação

O governo de São Paulo incluiu Ribeirão Preto entre 20 cidades que vão receber o projeto Casa da Mulher, que prevê locais específicos de acolhimento, apoio jurídico e psicológico, além de qualificação para as mulheres.

O investimento total será de R$ 725 mil em cada unidade no estado. A administração ficará por conta do governo municipal.

O projeto prevê a integração entre seis secretarias estaduais: Secretaria de Desenvolvimento Regional, Justiça e Cidadania, Desenvolvimento Social, Desenvolvimento Econômico, Segurança Pública, Direitos da Pessoa com Deficiência e Saúde.

A Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, através do programa Casa da Mulher, vai disponibilizar 11 mil vagas (presenciais e virtuais) do SP Tech Mulher para as cidadãs atendidas pelo projeto. Por meio do programa, elas terão a oportunidade de participar de cursos gratuitos de formação continuada na área de Tecnologia da Informação.

Além disso, também vai promover, dentro das unidades, ações do programa Empreenda Mulher, que incentiva a autonomia financeira possibilitando oferta de 26 mil vagas de qualificação empreendedora, em parceria com o Sebrae e a Aliança Empreendedora, disponibilização de R$ 50 milhões em microcrédito em 2021 e outras ações para geração de renda. Com as iniciativas, a meta é atender 37 mil mulheres na Casa da Mulher nos próximos 12 meses.

Deixe uma resposta