Foto: facebook/EmicidaOficial

Emicida participou do podcast “Podpah” na última semana e entre os assuntos abordados o rapper defendeu a inclusão da palavra “Amor” na bandeira do Brasil. Segundo ele, é importante que o Brasil faça um monumento em memória aos mais de meio milhão de mortos na pandemia do Covid-19. Para ele, o Brasil deveria seguir o exemplo de outros países e relembrar suas tragédias para não as repetir.

A expressão citada pelo rapper, com origem no positivismo é:

  • O Amor deve sempre ser o princípio de todas as ações individuais e coletivas.
  • A Ordem consiste na conservação e manutenção de tudo o que é bom, belo e positivo.
  • O progresso é a consequência do desenvolvimento e aperfeiçoamento da Ordem.

Após o lançamento em dezembro do ano passado, do documentário AmarElo – É Tudo Pra Ontem, na Netflix, o cantor e compositor Emicida, a plataforma estreou na quinta-feira (15) o show completo do rapper paulista, AmarElo – Ao Vivo, gravado no Theatro Municipal de São Paulo, no final de 2019, antes da pandemia.

Também nos aplicativos de música, o novo material traz 20 faixas, com participações especiais de Pabllo Vittar, Majur, Drik Barbosa, MC Tha e Jé Santiago.

Confira o trailer:

Deixe uma resposta