Foto: Divulgação

O músico e compositor Raul de Souza, um dos maiores trombonistas do mundo, morreu neste domingo (13), aos 86 anos. “Com muita dor a família comunica o falecimento de Raul de Souza, hoje à noite, na França. Guerreiro, como sempre, lutou até o final de suas forças contra o câncer”, diz o pronunciamento da família nas redes sociais.

“O nosso herói brasileiro partiu para eternidade, deixando pra todos seu maior legado, sua música. Agradecemos imensamente o apoio que todos vocês sempre manifestaram”.

João José Pereira de Souza nasceu no Rio de Janeiro, em 1934, e começou a tocar ainda na adolescência. O nome artístico Raul foi sugestão de Ary Barroso.

Gravou o primeiro disco em 1957, e logo se destacou e tocou com Baden Powell, Sivuca e Sérgio Mendes. Gravou, fez turnês internacionais e morou no México, nos EUA e na França, onde veio a falecer.

Além disso, Raul de Souza criou o “Souzabone”, um novo tipo de trombone elétrico com quatro varas. Seus trabalhos viraram tema de estudos, como o disco “Colors”, de 1975 que foi tópico na Berklee Music College, em Boston, onde também estudou.

Raul anunciou a aposentadoria em novembro do ano passado, mas lançou o disco “Plenitude”, em maio deste ano.

Raul de Souza, 86 anos, era reconhecido internacionalmente

Deixe uma resposta