Em uma decisão conjunta, as prefeituras de São Paulo e do Rio de Janeiro decidiram adiar os desfiles das escolas de samba que estavam marcados para o feriado de Carnaval, no fim de fevereiro. A decisão foi anunciada na noite desta sexta-feira, 21, após uma reunião com os prefeitos Ricardo Nunes (MDB), de São Paulo, e Eduardo Paes (DEM), do Rio. A nova data será no feriado prolongado de 21 de abril.

“A decisão foi tomada em respeito ao atual quadro da pandemia de covid-19 no Brasil e a necessidade de, neste momento, preservar vidas e somar forças para impulsionar a vacinação em todo o território nacional”, diz a nota conjunta assinada por Nunes e Paes.

“Não há como fazer desfile sem 100% do público no Rio. Os ingressos já foram vendidos e com 70%, a festa, que é muito cara, não vai se pagar nunca”, afirmou Perlingeiro, presidente da Liga Independente das Escolas de Samba.

Segundo ele, seria uma “heresia” obrigar os componentes das escolas de samba desfilar de máscara. “Como você vai julgar a Harmonia (quesito que avalia o entrosamento ou não dos desfilantes com o ritmo e o canto do samba de enredo) das escolas?”, declarou.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui