Em momento conturbado, Seleção vence, jogadores emitem manifesto e Neymar lidera ranking

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O Brasil venceu o Paraguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo e, depois da partida, os jogadores enfim se manifestaram sobre a realização da Copa América no Brasil. Em nota oficial, os atletas afirmaram seu compromisso em vestir a camisa da seleção brasileira mesmo em discordância com a realização do torneio no país em meio a pandemia de Covid-19.

Depois do gol e da assistência na vitória do Brasil por 2 a 0 diante do Paraguai, Neymar alcançou a marca de 66 gols e 46 assistências pela seleção brasileira em 105 partidas disputadas. O camisa 10 influenciou diretamente em 112 gols, totalizando uma média de 1,07 participações em gols por partida.

Atrás de Neymar, Lionel Messi e Luis Suárez, aparecem logo em seguida. O argentino, com 72 gols e 51 assistências em 144 jogos tem a média de 0,85 e o uruguaio, com 63 gols e 35 assistências em 117 jogos totaliza uma média de 0,84 participações diretas em gols.

Vacina

A seleção voltou com os três pontos, colocou um ponto final na discussão sobre a participação da equipe na edição extraordinária da competição em solo brasileiro, mas, acabaram voltando sem vacina. A imunização não é obrigatória para a participação das seleções na Copa América, mas a CBF planejava vacinar os jogadores e funcionários com imunizantes da Conmebol na sede da entidade sul-americana. Porém, como a segunda dose no Brasil é incerta o planejamento foi descartado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui