Foto: Agência Brasil

O governo britânico anunciou que está colocando suas Forças Armadas de prontidão, como parte de medidas adicionais para tratar a crise que deixou as bombas de gasolina secas, após onda de pânico que levou a um surto de consumo por motoristas.

A decisão de mobilizar o Exército ocorre após escassez generalizada de caminhoneiros, impedindo que estoques de combustíveis cheguem aos postos de gasolina. A crise causou sérios problemas de oferta para varejistas e restaurantes nos últimos meses.

Um alerta de escassez na oferta de combustível, no último fim de semana, gerou uma corrida aos postos, com longas filas de carros esperando horas para abastecer, e resultou no esgotamento de gasolina em cidades por todo o país.

O governo já havia anunciado planos de emitir vistos temporários para 5 mil caminhoneiros estrangeiros, suspender leis de competição e atrair ex-motoristas de volta ao setor, como parte de medidas de um acordo para lidar com a falta de trabalhadores.

O governo britânico afirmou que vai colocar em estado de prontidão um número limitado de motoristas de caminhão, para que eles sejam destacados se for necessário.

“Embora o setor espere que a demanda retorne aos níveis normais nos próximos dias, é certo que adotemos essa medida sensível de precaução”, disse o ministro dos Negócios, Kwasi Kwarteng, em nota na noite dessa segunda-feira (27).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui