Steve Bannon, ex-conselheiro e articulador da vitória do ex-presidente dos EUA Donald Trump nas eleições americanas e próximo ao clã Bolsonaro, se entregou ao Federal Bureau of Investigation (FBI), em Washington, na manhã desta segunda-feira (15).

Bannon foi indiciado, na sexta-feira (12), por dois atos de desacato ao Congresso norte-americano.

Ele se recusou a testemunhar e a entregar documentos para o comitê legislativo que investiga a invasão ao Capitólio em 6 de janeiro de 2021.

Bannon foi detido pela manhã e deverá comparecer ao tribunal no final da tarde desta segunda. Ele compareceu a um escritório do FBI (a polícia federal dos EUA) em Washington por volta de 9h40 no horário local.

“Estamos derrubando o regime de Biden, eu quero que vocês fiquem focados, isso é só ruído”, disse, antes de se entregar. Ele deve ser ouvido por um juiz ainda nesta segunda.

Em outubro, a Câmara dos Representantes, de maioria democrata, aprovou uma resolução contra Bannon com 229 votos a favor – 9 deles de republicanos – e 202 contra, pedindo ao Departamento de Justiça que tomasse providências contra o ex-estrategista de Trump.

A comissão de investigação quer que Bannon deponha por acreditar que ele “tinha algum conhecimento prévio dos acontecimentos extremos que aconteceram” em 6 de janeiro, quando Trump incentivou uma insurreição no momento em que o Congresso se reunia para ratificar a vitória eleitoral do agora presidente Joe Biden. O protesto logo se transformou numa tentativa de golpe contra o Legislativo, com a invasão ao prédio do Congresso.

Cada acusação de desacato ao Congresso pode resultar em pena de 30 dias a um ano de prisão, além de multa de US$ 100 a US$ 1.000. Contudo, um juiz do tribunal distrital federal determinará a sentença após julgar o caso. Segundo o comunicado, a data do julgamento ainda não foi definida.

Em agosto de 2020, Bannon foi preso sob a acusação de fraude pelo desvio de até US$ 1 milhão. Foi solto horas depois, depois de pagar uma fiança de US$ 5 milhões.

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui