Imagem ilustrativa

Uma enfermeira, de 56 anos, funcionária do SAMU, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, de Ribeirão Preto, foi encaminhada à CPJ, Central de Polícia Judiciária, por suspeita de omissão de atendimento a uma paciente e desacato aos policiais.

O pedido de socorro foi feito por uma mulher usuária de drogas, de 29 anos, sentia dores no estômago nesta quarta-feira (28), por volta das 20h30, na rua Rio Paraguaçu, bairro Vila Albertina.

A Polícia Militar foi acionada e de acordo com o boletim de ocorrência, a enfermeira alegou que não poderia prestar socorro à paciente sem acompanhante. Os parentes da vítima disseram aos policiais que não puderam comparecer por motivos pessoais.

Em uma segunda conversa com a equipe do Samu a enfermeira teria desobedecido e ofendido os policiais. Então, foi levada para a CPJ, onde o caso foi registrado como desacato e omissão de socorro. Todos os envolvidos prestaram depoimento. As investigações serão feitas no 5º Distrito Policial da cidade.

A Secretaria Municipal da Saúde informou que a servidora do Samu cumpriu todos os protocolos estabelecidos pela pasta no atendimento da paciente e informa que será aberto procedimento interno para esclarecimentos. Depois da condução da enfermeira ao DP, motoristas do Samu e enfermeiros protestaram em frente ao local.

Deixe uma resposta