A Polícia Civil busca o homem que agrediu uma mulher transexual em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e foi filmado por amigos.

O vídeo, que mostra ainda o agressor comemorando e rindo com amigos, viralizou por redes sociais. A vítima disse que não conhece o homem e afirmou se tratar de um crime de ódio.

A mulher agredida é Luara Silva, presidente da Associação Triângulo Trans. Segundo a organização, ela distribuía absorventes higiênicos e máscaras a mulheres que atuam como profissionais do sexo no bairro Custódio Pereira.

O vídeo mostra o homem saindo de um carro, indo até Luara e dando uma rasteira que imediatamente cai no chão.

Antes de agredi-la, ele perguntou: “Oi, moça. Tudo bom?” Depois de chutar Luara, o agressor fugiu do local rindo.

Nas imagens, é possível ver apenas o motorista, que filma a cena.

Após Luara registrar um boletim de ocorrência, a Polícia Civil de Uberlândia enviou o caso ao Juizado Especial Criminal, que segue investigando o caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui