Pantanal registra as maiores queimadas dia últimos 23 anos

0

O Pantanal teve, em setembro, 8.106 focos de incêndio, apontam dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O mês passado foi o pior já registrado em número de focos de incêndio no bioma desde 1998, quando começou o monitoramento do instituto.

O fogo no Pantanal em 2020 já destruiu o equivalente a 23% do bioma, até 27 de setembro. No mesmo período do ano passado, as queimadas destruíram 1.559 hectares, ou seja, o aumento na atual temporada de queimadas foi de 122%

Os dados são do Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais (Lasa), do Departamento de Meteorologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que estima em tempo quase real as áreas queimadas no Pantanal.

Os dados da Lasa são parecidos com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), ao dizer que 23% de todo o Pantanal já foi consumido pelo fogo. Dados atualizados apontam que o Pantanal já teve uma área equivale a 11 vezes o tamanho das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro juntas.

A Polícia Federal iniciou  uma operação para encontrar os responsáveis pelos incêndios que queimam o Pantanal. Em nota, o órgão afirma que há indícios de incêndios criminosos iniciados em áreas inóspitas da região e que podem ter sido causados por ação humana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui