No município de Itabira, interior de Minas Gerais, uma jovem foi vítima de uma abordagem de policiais militares e as imagens da mulher presa ao chão, com uma criança no colo e um menino de aproximadamente 7 anos, viralizou nas redes sociais.

A mulher, que não teve o nome divulgado, foi derrubada e imobilizada com o joelho de um dos PMs no pescoço, apesar de segurar o bebê.

Além do bebê, uma segunda criança, um menino que aparenta ter seis ou sete anos, foi separado da mulher na hora da abordagem e entrou em desespero ao presenciar a cena. Ele gritou e tentou defendê-la, mas foi afastado pelos policiais e acolhido por testemunhas.

Várias pessoas que estavam no local tentaram interferir e uma delas pegou o bebê para protegê-lo quando a mulher já estava deitada no chão e com o joelho do policial em seu pescoço. Após ser algemada, ela foi levada pelos policiais para uma viatura.

Em nota, a Polícia Militar de Minas Gerais informou que prendeu um casal no início da noite de sexta por porte ilegal de arma de fogo e munições.

“Durante a abordagem foram apreendidas quatro munições calibre .32 com o homem. Para impedir a apreensão da arma de fogo que estava consigo, a mulher se agarrou a uma criança, usando-a como escudo humano e se recusando a largá-la”, diz a nota.

Segundo a PM, a mulher foi projetada ao solo e imobilizada, numa queda controlada. A informação oficial é que a criança que estava no colo não sofreu nenhuma lesão.

“Além da arma de fogo e das munições, uma touca ninja também foi apreendida com o casal”, afirma a polícia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui