Um sargento da Marinha, identificado como Aurélio Alves Bezerra, foi preso em flagrante, após atirar três vezes e matar um vizinho. Durval Teófilo Filho, de 38 anos, chegava em casa do trabalho quando foi atingido na barriga. O homem, que é preto, foi morto pelo militar após o atirador achar que se tratava de um bandido.

O autor dos disparos chegou a socorrer a vítima e foi preso em flagrante. O crime foi na Rua Capitão Juvenal Figueiredo 1520, no Colubandê, por volta das 23h.

Durval, que trabalhava em uma rede de supermercados, tentava abrir o portão.

Em um determinado momento, ele chegou perto do carro do sargento, ao ver a cena, o militar atirou. Em depoimento, o militar alegou que a região registra constantes assaltos.

Aurélio então se aproximou de Durval e viu que ele não estava armado. Ainda segundo o depoimento, Durval chegou a dizer a Aurélio que era morador do mesmo condomínio.

O militar, então, socorreu o vizinho ferido, levando-o ao Hospital Estadual Alberto Torres, onde foi preso. Durval não resistiu e morreu na unidade.

Luziane Teófilo, mulher de Durval, disse que escutou os tiros. Ela afirma ainda que o marido morreu porque era preto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui