Califórnia deve liberar cerca de 8.000 detentos para previnir a disseminação do coronavírus

Medidas deverão estar em vigor até o final de julho

0

O estado americano da Califórnia deve colocar em liberdade cerca de 8.000 detentos em um esforço de contenção do coronavírus nos centros prisionais, a maior parte deles deve ser solta até fim de julho.

A medida visa conter o vírus implementado maior distância social entre os internos, isolamentos e quarentenas. Os premiados com tal direito apresentam menos de um ano de pena restante. Criminosos condenados por atos violentos ou de cunho sexual permanecerão encarcerados.

O governo da Califórnia tem adotado uma série de medidas nesse sentido. No total, são 10.000 condenados que tiveram suas penas comutadas desde março. Embora haja um intenso debate sobre as medidas californianas, o estado se mantém irredutível. Mesmo assim, é um dos maiores afetados pelo Covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui