Câmara vota, nesta terça, redação final do projeto que destina R$17 milhões ao ProUrbano

Se aprovado, será a segunda vez que as empresas serão ajudadas desde o início da pandemia

Se aprovado, o valor total repassado ao PróUrbano na pandemia será de R$22 milhões

A Câmara de Ribeirão Preto vota, pela segunda vez, nesta terça-feira (8), o projeto de lei (PL) do prefeito Duarte Nogueira (PSDB) que dá ao Executivo o direito de repassar até R$ 17 milhões ao consórcio PróUrbano. A justificativa  é que a pandemia prejudicou a arrecadação das empresas que administram o transporte público de Ribeirão Preto.

Depois de aprovada, a medida segue para a sanção do prefeito. Então, será feito o repasse imediato de R$7 milhões, e os outros dez serão divididos em parcelas de R$2 milhões por mês.  No dia 1º, o projeto foi aprovado por 12 votos a favor e 10 contra, entre 22 vereadores presentes. Agora, depois de apresentadas emendas pelos parlamentas, o texto passa por aprovação final.

O subsídio é o segundo recebido pelo ProUrbano desde o início da pandemia. No ano passado, a prefeitura enviou às empresas outros R$5 milhões dos cofres públicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui