Damares Alves quer proibir filme Francês da Netflix “Cuties”

0

A ministra Damares Alves, da pasta da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, estuda medidas judiciais para impedir a veiculação do filme “Cuties” (ou “Lindinhas”, como foi denominado no Brasil) conforme publicou em seu Twitter nesta segunda-feira (14). Apesar de a pasta confirmar que pretende adotar medidas judiciais contra a exibição do filme no país, o MMFDH (o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.) destacou que elas ainda estão sendo estudadas e por isso não informou quais seriam essas ações.

Filme polêmico lançado recentemente pela Netflix, intitulado “Cuties” ou no Brasil “Lindinhas” de produção francesa vem sendo acusada de sexualizar crianças.
A diretora do filme Maïmouna Doucouré explica que o filme é justamente uma crítica à sexualização de crianças em nome de uma suposta liberdade sexual:
“Eu conversei com centenas de pré-adolescentes para entender como elas se relacionavam com sua feminilidade hoje em dia. Essas garotas veem que, quanto mais a mulher é sexualizada nas redes sociais, mais bem-sucedida ela é. E sim, isso é perigoso.”

“Cuties”

À revista Variety, um porta-voz da Netflix disse o mesmo:
“Cuties’ é uma crítica social à sexualização de crianças. É um filme premiado, com uma história poderosa sobre a pressão que jovens meninas sofrem das redes sociais e da sociedade em geral enquanto crescem — e encorajamos qualquer pessoa que se importa com este tema fundamental a assistir ao filme.“
O conteúdo francês está disponível na Netflix e tem sido criticado por apresentar crianças, de 11 anos, em posições, danças e figurinos que estimulam a sexualização precoce.

Além do conteúdo, o primeiro cartaz de divulgação do filme apresentava as meninas em poses com conotação sexual. A Netflix reconheceu que a “arte era inadequada”, e informou que faria mudanças.

A Netflix classificou a produção como indicado para maiores de 14 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui