Deputado estadual morre mesmo com tratamento intensivo com cloroquina

Parlamentar não resistiu após 8 dias internado

O deputado estadual do Rio de Janeiro Gil Vianna (PSL) faleceu por complicações resultantes da COVID-19. O hospital no qual estava internado, em Campos dos Goytacazes, RJ, tem como protocolo o uso da hidroxicloroquina para pacientes infectados pelo coronavírus.

Segundo a Alerj, o deputado estava internado havia oito dias em um hospital particular. O estado clínico era considerado estável, mas ele apresentou piora e precisou ser entubado. Viana não resistiu a uma parada cardíaca.

Em nota, o presidente da Alerj, André Ceciliano (PT), se solidarizou com a família de Vianna. “Infelizmente perdemos nosso Gil Vianna. Um ótimo sujeito, simples, um amigo nosso, apenas 54 anos. É uma grande tristeza”, disse.

O presidente da Alerj anunciou o luto com a suspensão das atividades da Casa por três dias.

Policial militar, Gil Vianna iniciou a carreira política em 2008, como vereador em Campos dos Goytacazes. Ele estava no primeiro mandato como deputado estadual, após ter sido eleito em 2018 com 28.636 votos.

Deixe uma resposta