Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (27), que nada está tão ruim que não possa piorar, fazendo alusão ao aumento da inflação e do preço dos combustíveis. Segundo ele, esses problemas são uma realidade mundial e não são exclusividade do Brasil.

Bolsonaro fez a declaração na cerimônia de comemoração dos mil dias do governo, à qual estavam presentes ministros e parlamentares da base do governo. 

“Alguém acha que eu não queria a gasolina a R$ 4? Ou menos? O dólar R$ 4,50 ou menos? Não é maldade da nossa parte. É uma realidade. E tem um ditado que diz: ‘Nada não está tão ruim que não possa piorar’. Nós não queremos isso”, afirmou.

Durante o discurso, momentos antes de se referir ao preço da gasolina e à cotação do dólar, o presidente faz várias menções aos governos petistas. 

No discurso, ele também se refere aos anos de governos petistas de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff (entre janeiro de 2003 e maior de 2016): “Você já sabe qual o filme do futuro porque você viveu 14 anos passados esse filme. E pode ter certeza, não serão apenas mais 14 anos. Serão no mínimo 50. É isso que queremos para a nossa pátria?”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui