Pastor que batizou Bolsonaro é preso por corrupção

O pastor Everaldo é aliado político do Presidente Bolsonaro e foi responsável pelo seu batismo em Israel

0

O presidente nacional do PSC, pastor Everaldo (Partido Social Cristão) foi preso na manhã desta sexta-feira (28) acusado de fazer parte do esquema de desvios públicos destinados a saúde no estado do Rio de Janeiro. O governador Wilson Witzel (PSC-RJ) foi afastado do cargo por 6 meses pelo STJ.

Everaldo foi preso de mandado expedido pelo STJ. Ele era esperado na Alerj na próxima semana, onde iria prestar depoimento à comissão que apura irregularidades durante a pandemia.

Ao todo são 16 mandados de prisão, seus preventivas e e dez temporarias, 82 busca e apreensão na operação batizada de “Tris in Idem”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui