Russomanno reafirma que falta de banho pode tornar morador de rua imune à covid-19

0

O deputado federal Celso Russomanno (Republicanos), candidato à Prefeitura de São Paulo, reafirmou nesta quarta-feira (14) a hipótese que levantou segundo a qual a falta de banho teria deixado moradores de rua e pessoas da região da cracolândia imunes à covid-19.

Russomanno deu uma entrevista à Rede Globo e comentou que “todo mundo esperava que a covid-19 tomasse conta dos moradores de rua”. Mas o candidato acredita que isso não aconteceu

Ao defender o isolamento vertical — modalidade de afastamento defendida pelo presidente Jair Bolsonaro em que apenas pessoas de grupos de risco da Covid-19 ficam em casa –, o deputado Celso Russomanno (Republicanos) sugeriu que moradores de rua podem ser mais resistentes ao novo coronavírus porque não conseguem tomar banho todos os dias.

“Nós temos casos pontuais e não temos uma quantidade imensa de moradores de rua com problema de covid. Talvez eles sejam mais resistentes do que a gente, porque eles convivem o tempo todo nas ruas, não tem como tomar banho todos os dias”, cogitou Russsomanno

O candidato reafirmou nesta quarta-feira (14) a hipótese do banho.”

“Eu estava fazendo uma consideração de que a ciência tem que explicar por que que eles (os moradores de rua) são imunes. Talvez porque tenham mais resistência, só por isso, era isso que eu queria falar. Eles têm mais resistência que a gente. O que eu disse, e volto a repetir, é que se alardeava – e eu começo falando isso – que os moradores e rua e que a cracolândia seriam dizimados , seriam exterminados pela covid-19. E não foi o que aconteceu. E (falei) que a ciência tem que explicar muito para a gente em relação à covid, era isso que eu estava considerando”, afirmou, na saída de um almoço com empresários de moda de atacado e de varejo do Brás.

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, 300 pessoas em situação de rua foram diagnosticadas pelos programas Consultório na Rua e Redenção. Desses, 30 morreram em decorrência da doença.

O município de São Paulo possui mais de 24 mil moradores em situação de rua, entre os que ficam em abrigos e os que não têm vaga. Deles, 2,2 mil têm mais de 60 anos de idade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui