Sérgio Moro está de volta ao Brasil e já anunciou sua filiação ao Podemos, partido comandado por Renata Abreu.

A assinatura vai ser oficializada em um evento no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. 

No Twitter, o nome do ex-juiz da Lava Jato ocupou o primeiro lugar nos trends desta terça (2).

Segundo nota do Podemos, esse pode ser o indício de uma pré-candidatura de Moro à Presidência da República em 2022. Porém, a confirmação da intenção só deve ser divulgada futuramente, caso o posicionamento do ex-juiz seja favorável à questão. 

Moro desembarcou nesta segunda (1) no Brasil para uma série de encontros com políticos. Na quinta-feira, 4, o ex-magistrado deve se reunir com a cúpula do União Brasil, que será criado com a fusão do PSL com o DEM. Moro assina sua filiação ao Podemos um ano e sete meses depois de deixar o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Em abril do ano passado, o então ministro pediu exoneração do cargo e acusou o presidente Jair Bolsonaro de interferir politicamente na Polícia Federal – a acusação resultou em um inquérito aberto pelo então ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que atendeu a um pedido feito à época pela Procuradoria-Geral da República.

Ao realizar um evento com lideranças regionais e nacionais, a intenção é pavimentar o caminho para a candidtura à Presidência da República. Moro deverá apresentar-se como a terceira via na disputa presidencial.  

Entre os quadros do Podemos estão o senador Álvaro Dias e Jorge Kajuru.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui