UPAs Norte e Oeste serão entregues à população este ano

Upa Norte será entregue este mês; Upa Oeste (Cuiabá) passa por reestruturação e conclusão está prevista para setembro.

0

Na manhã desta quarta-feira (17), o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, e o secretário municipal da Saúde, Sandro Scarpelini, visitaram a construção das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Norte, no Simioni e Oeste, no Sumarezinho.

Com 97% das obras da UPA Norte concluídas, a Atlântica Construções Comércio e Serviços, empresa responsável, prevê a entrega para este mês. Já a UPA Oeste, que passa por obras de adequação estrutural, para setembro.

Durante a visita, o chefe do Executivo afirmou que a conclusão da UPA Norte entregará aos moradores da região norte da cidade um equipamento novo com toda a infraestrutura necessária. 

“Entramos na etapa final para entregar esta unidade, recebida na administração anterior com grandes problemas estruturais. A revisamos, licitamos novamente e, agora, estamos nos preparando para entregá-la à população”, disse Duarte Nogueira.

Assim que concluída, a UPA Norte atenderá a região formada pelos bairros Quintino Facci, Simioni e adjacências, com aproximadamente 200 mil habitantes.

Estrutura UPA Norte

Com 1.912 metros quadrados, o edifício comportará leitos de retaguarda, sala de medicação, inalação adulto e infantil, curativos, Raio-X, eletrocardiograma, sala para serviço social, duas salas para classificação de risco, quatro consultórios pediátricos e cinco para clínica médica.

A unidade de pronto atendimento também comportará farmácia, arquivo e dois quartos para isolamento; área para ambulância; sala de urgência; sala de higienização; setor de pronto atendimento; quatro consultórios adultos com sala de observação e posto de enfermagem; quatro consultórios infantis com sala de observação e posto de enfermagem; salas para direção, administração e reuniões; refeitório; copa; área para armazenagem de materiais; instalações para o Samu e instalações para depósito de resíduos.

Além disso, a unidade terá laboratório de análises clínicas e equipamento de ultrassom de emergência, inovação adotada em unidades de emergência de países da Europa e América do Norte, onde o próprio médico emergencialista faz o ultrassom do paciente, diminuindo o tempo de diagnósticos, que passam a ser mais rápidos e aprimorados.

Economia aos cofres públicos

A Atlântica Construções Comércio e Serviços Eirelli EPP, responsável pela obra de continuidade da UPA Norte, foi licitada por R$ 1.957.569,33, uma economia de 18,48% aos cofres públicos frente ao investimento estimado inicialmente, de R$ 2.401.353,58.

UPA Oeste

A previsão de conclusão das obras de estruturação da UPA Oeste é de quatro meses. Via processo licitatório, foi contratada a Pajolla Engenharia Ltda. por R$ 1.718.603,99, uma economia de R$ 568.838,62 aos cofres públicos.

“A previsão de conclusão é de quatro meses e o início das atividades para o atendimento da população é para outubro. Portanto, além das atividades que prestarão à população como todas as UPAs, gerarão centenas de empregos nesse momento de enfrentamento da pandemia da Covid-19”, ressaltou o prefeito.

Estrutura UPA Sumarezinho (Oeste)
 A UPA Oeste será de porte II, com capacidade de atendimento a uma área de abrangência de 100 a 200 mil pacientes. Comportará 16 consultórios, sendo seis pediátricos, além de 16 leitos de retaguarda, sendo quatro para urgência e emergência.
 
A unidade terá recepção; salas de triagem; acolhimento; serviço social e banheiros públicos adaptados para pessoas com deficiência; sala de observação de adultos com 12 leitos; posto de enfermagem; sala de urgência; copa de distribuição; salas de isolamento; adequações necessárias para o cumprimento de fluxos e necessidades internas para UPA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui