foto: divulgação

A variante Delta está se tornando dominante preocupação no mundo, inclusive no Brasil. Um estudo preliminar publicado pelo CDC Chinês revelou que a Coronavac apresenta eficácia contra casos graves de Covid-19 causados pela variante Delta.

O Instituto Butantan já havia adiantado que o imunizante mostrou-se seguro em testes com a variante. A pesquisa foi feita pelo Centro de Controle de Prevenção de Doenças (CDC) chinês e pela Escola de Saúde Pública da província de Guangdong, na China. Os resultados mostram que a CoronaVac possui uma proteção ente 69,5% a 77,7% contra casos sintomáticos da Covid-19 causados pela variante Delta.

O surto acometeu mais de 10 mil pessoas e, entre os avaliados, 1,7 mil receberam as duas doses da vacina – que poderia ser a Coronavac ou outras três em uso no país. Entre os mais de 10 mil infectados, apenas 102 contraíram pneunomia – 85 casos foram em pessoas não vacinadas. Entre os demais, 12 pessoas haviam recebido a primeira dose da vacina e outras cinco estavam completamente vacinadas. Já entre os 19 pacientes que desenvolveram Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) nenhum havia sido imunizado. 

Não foram registradas mudanças significativas com a aplicação de apenas uma dose do imunizante, o que indica a necessidade das duas doses da CoronaVac para uma proteção completa contra a variante Delta da Covid-19. 

Deixe uma resposta