variante Ômicron continua a se espalhar pelo mundo. Com novos casos confirmados por Austrália, Dinamarca e Holanda neste domingo, 28, a nova cepa do coronavírus já foi identificada em quatro continentes: Ásia, Europa, Oceania e África (onde o primeiro caso foi detectado). Mais de dez países já confirmaram casos de covid-19 causados pela nova variante – e outros casos suspeitos seguem em análise.

Autoridades de saúde da Holanda confirmaram, neste domingo (28), ter encontrado 13 casos de infecção pela variante Ômicron dentre os passageiros de dois voos da África do Sul, que pousaram no país na sexta-feira.

Os novos confirmados estão entre 61 passageiros que testaram positivo para a Covid-19 nos dois voos, que carregavam cerca de 600 pessoas. Aqueles que testaram positivo estão sendo mantidos em isolamento em um hotel próximo ao aeroporto.

“Não é improvável que mais casos apareçam na Holanda”, disse o ministro da Saúde da Holanda, Hugo de Jonge. “Isso pode ser a ponta do iceberg”.

Também neste domingo, autoridades de Austrália e Dinamarca confirmaram a identificação de dois casos da Ômicron cada. Nos quatro casos, os infectados foram pessoas que chegaram ao país em voos provenientes do sul da África. Nos casos australianos, os dois passageiros foram testados em Nova Gales do Sul, o Estado mais populoso do país. Ambos estavam assintomáticos e haviam sido vacinados contra a covid-19.

A descoberta da Ômicron, classificada como uma “variante de preocupação” pela Organização Mundial da Saúde (OMS), lançou preocupações ao redor do mundo de que a mutação poderia resistir às vacinas e prolongar a pandemia de Covid-19, que já dura dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui