Izabelle está na casa de sua mãe e segue com cuidados e medicamentos, de acordo com a orientação do HC. Foto: Arquivo Pessoal

*Por Gabriel Carabolante, com supervisão do editor

Izabelle Cristina, de 21 anos, testou positivo para Covid-19 no dia 3 de junho depois de sentir sintomas e procurar um posto de saúde na cidade de Jardinópolis-SP. Ela chegou a ser internada em uma Unidade de Pronto Atendimento ainda com sintomas leves.

Dez dias depois de testar positivo, os sintomas se agravaram e Izabelle foi transferida para o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto. A paciente estava estável até que no dia 15 houve uma piora no seu quadro de saúde e ela precisou ser levada para a UTI.  No dia 18, o quadro era gravíssimo, segundo o boletim. Os médicos, então, decidiram fazer o parto da bebê que nasceu prematura e teve alta hospitalar dias depois. Ela recebeu o nome de Manu.

Iza teve crises epilépticas, chegou a usar o respirador, mas com o passar dos dias, o equipamento deixou de ser necessário pela evolução positiva de sua saúde. Até que no dia 25, veio uma boa notícia, ela tinha sido extubada. A jovem, depois da extubação não estava tão consciente do fato, quando os sedativos foram retirados. No início, ela não reconheceu a própria tia que foi levar uma roupa para ela, a recuperação estava acontecendo de forma lenta. 

A jovem mãe foi para a enfermaria no dia 29 e recebeu alta hospitalar no dia 05 deste mês. Manu, a bebê, ficou na casa de alguns familiares e foi com os padrinhos buscar a mãe no hospital. O encontro com a filha foi emocionante.

Deixe uma resposta