Imagem Ilustrativa

Esses dias visitando a internet, li no story de um colega virtual esse poema do saudoso José Saramago, sobre a esperança, que diz: ” A esperança, só a esperança, nada mais, chega-se a um ponto em que não há mais nada senão ela, é então que descobrimos que ainda temos tudo”. Imediatamente absorvi o texto e pensei de prontidão na vacina contra o coronavírus, como a esperança da humanidade. Na hora ” respirei” alívio e conforto.  Saramago faleceu em 18 de junho de 2010 e nem chegou a imaginar que um de seus valorosos textos pudesse tocar pessoas nesse momento trágico de pandemia, que ele não presenciou.

A Ciência nos aponta que a vacinação contra a Covid 19, se faz necessária, sendo que seu resultado se resume em salvar vidas. O mundo faz apelo para que todos os habitantes do planeta se vacinem.

A vacina tem um papel importante na história, erradicou doenças que assombravam e ” destruiu fantasmas”.  Lembrem-se que a saúde não é uma responsabilidade exclusiva do Ministério da Saúde, das secretarias, dos profissionais e dos médicos. É de todos nós.

Vacinas salvam vidas. O Brasil tem urgência em vacinar a sua população.

O Ministério da Saúde contabilizou mais 491 mil vítimas fatais no país, desde o início da pandemia e todos os dias registra milhares de novos casos, que dentre eles infelizmente, muitos resultarão em óbitos.

Vacina, ela é a nossa esperança.

Então, com as belas palavras de Saramago, descobrimos que ainda temos tudo:  a esperança de vacinar a população do Brasil, que já passa de 211,7 milhões de habitantes, segundo dados da última pesquisa do IBGE.

O Brasil aplicou mais de 80 milhões de vacinas, somando a primeira e a segunda dose dos imunizantes. De acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa, divulgado às 20h desta última terça-feira (15), de junho. Foram 80.756.403 doses aplicadas no total, desde o começo da vacinação, em janeiro.

A primeira dose foi aplicada em 56.913.618 de pessoas, o que corresponde a 26,88% da população.

Já a segunda dose foi aplicada em 23.842.785, o que dá 11,26% da população.

Precisamos acelerar o nosso processo de vacinação. Essa é a única forma de salvar vidas juntamente com todas as medidas sanitárias já conhecidas. BOA SORTE, Brasil.

Deixe uma resposta