Foto: Divulgação

Ribeirão Preto inaugurou oficialmente o Sererp – Serviço de Reabilitação, que está atendendo, desde o dia 4 de novembro, pacientes do SUS que ficaram com sequelas provocadas pela Covid-19.

O objetivo é proporcionar tratamento adequado para minimizar as possíveis sequelas, o fortalecimento da Atenção Especializada, da formação profissional e acadêmica.

As equipes de atendimento serão inicialmente compostas por profissionais das áreas de Fisioterapia, Fonoaudiologia, Enfermagem, Nutrição, Psicologia e Terapia Ocupacional.

Os pacientes da rede pública serão encaminhados para o Serviço de Reabilitação pelo complexo regulador da Secretaria da Saúde de Ribeirão Preto.

Foto: Divulgação/CCS

As equipes trabalharão num cenário de atendimento organizado com estágios obrigatórios, e os alunos estarão sob a supervisão dos docentes das respectivas áreas através de um convênio entre a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto (via Secretaria da Saúde) e as Universidades.

Será disponibilizado também aos usuários SUS a reabilitação fisioterápica para pacientes em pré e pós-operatório nas disfunções músculo esquelética, com alterações motoras e com distúrbios neuro-cinético-funcionais sem complicações sistêmicas.

Os alunos das universidades que estão à frente dos atendimentos atuam em sistema de estágios, sob a supervisão dos docentes das respectivas áreas, por meio de um convênio entre a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto (via Secretaria da Saúde) e as Universidades.

Foto: Divulgação/CCS

A presidente do Grupo Mulheres do Brasil, Luiza Helena Trajano, ressaltou da importância do envolvimento do grupo em ações que fortalecem o setor público.

“O Renan, técnico da Seleção Brasileira de Vôlei, que teve um problema muito mais grave e comecei a acompanhá-lo, ele quase faleceu e quando eu fui visitá-lo, após a melhora, o que salvou o Renan foi o Centro de Reabilitação. Portanto, naquele momento, eu comecei a entender qual o papel de um centro de reabilitação e avaliei que se trata da salvação de quem não pode pagar. Vamos nos unir para ajudar as pessoas. O que estamos inaugurando hoje é para coibir a desigualdade social, para as pessoas que não têm oportunidade”, disse Luiza Helena Trajano ao parabenizar todos os envolvidos no projeto e valorizar o SUS – Sistema Único de Saúde.

O projeto conta com o apoio e o patrocínio das seguintes empresas, instituições e empresários: Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto – ACIRP, AZ Comércio de Tintas, Basequímica S.A., Brasil Salomão e Matthes Advocacia, Eduardo Passalacqua, Grupo Santa Emília, GSH Banco de Sangue de Ribeirão Preto, Jardel Massari, João Brás Naves e Vera Lúcia Naves, José Roberto Pereira Alvim, M1 Construções, Magazine Luiza, Maurílio Biagi Filho, Maxi Ar Condicionado, Riberball Mercantil e Industrial, Supermercados Mialich e Tintas e Texturas Maggicor.

O Sererp foi implantado nas instalações onde funcionava a UBDS – Unidade Básica Distrital de Saúde Dr. Sérgio Arouca, no Quintino Facci II, na rua Bruno Pelicani, 70, e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui